Início > Cultivo de orquídeas > Adubação Química

Adubação Química

Vimos em um Post anterior o assunto sobre a adubação com Bokashi. Neste vamos tratar da Adubação Química.

Como sabemos, o adubo químico é aquele produzido pela indústria química e é apresentado basicamente em duas formas: líquida e granulada.

Este tipo de adubo contém em sua formulação os elementos denominados Nitrogênio, Fósforo e Potássio, comumente apresentado com as iniciais das letras de cada um deles – NPK. Estes são os macronutrientes.

Além dos macronutrientes, existem também no mercado adubos que incluem em suas formulações os micronutrientes, que são basicamente os seguintes: zinco (Zn), cobre (Cu), ferro (Fe), manganês (Mn), molibdênio (Mo), boro (B) e cloro (Cl), que são considerados essenciais às plantas. Incluem também os seguintes micronutrientes: sódio ((Na), cobalto (Co), silício (Si) e níquel (Ni) que, embora não essenciais, são benéficos às plantas.

Como regra básica, devemos aplicar a adubação química com macro e micronutrientes de forma alternada.

Feita esta introdução, passemos então à sua aplicação prática.

Antes, porém, há de ficar ressaltado que o adubo é necessário para manter as qualidades nutricionais do substrato ou do solo, uma vez que estes, principalmente em vasos pequenos, esgotam sua capacidades de nutrição muito rapidamente, deixando a planta fraca e sujeita a pragas e, por fim, ao perecimento.

Todos os fabricantes exibem nas embalagens dos produtos os modos de suas aplicações, a periodicidade e as quantidades necessárias, com base em cada caso concreto.

A prática nos tem mostrado que a aplicação de adubo em quantidade acima da indicada queima a planta, levando-a à morte. Por outro lado, se aplicada muito abaixo da indicada, não apresenta o resultado esperado.

Para não se correr o risco de prejudicar a planta, tanto pelo excesso, como pela falta de adubação, veja a seguir como proceder.

Se a embalagem diz para aplicar uma colher de chá do produto misturada a um litro de água, para um vaso de 15 (quinze) centímetros de diâmetro, a cada quinze dias, diminua a quantidade de produto pela metade na mesma quantidade de água e aplique-o a cada semana.

Assim procedendo a sua planta receberá a mesma quantidade do adubo mas em doses menores, resultando numa assimilação mais lenta dos nutrientes e com resultados plenamente satisfatórios.

About these ads
  1. 03/04/2012 às 14:20 | #1

    esotu iniciando no cultivo de orquideas, mas achei meio exagerada a quantidade de um litro de agua por semana para um vaso de 15 cm de diametro.será que não é muito? resposta para lucimar.o@ibest.com.br por favor.

    • 03/04/2012 às 16:15 | #2

      Olá Lucimar! Inicialmente agradeço-lhe pela visita ao meu Blog.
      A quantidade de água que devemos usar nas regas das orquídeas não pode ser matemática, pois depende da constatação da umidade efetiva do substrato, pois em períodos de tempo seco e muito quente, e dependendo da localização do vaso da orquídea, é quase certo que as regas devem ser diárias e independem da quantidade de água. Para não errar, siga uma regra simples: verifique se o substrato está com a superfície seca e com o núcleo também quase seco. Se tiver nestas condições é hora de regar. A quantidade de água pode ser até que saia pelos furos da parte de baixo do vaso.
      No tocante à floração, a maioria das orquídeas florescem somente uma vez ao ano. Assim, anote a data em que ocorreu a floração em um ano que no ano seguinte ela se repetirá. Observe que após o transplante a planta deve ser bem acomodada no vaso e presa com tutores (arame ou bambú), uma vez que ela precisa estar segura para enraizar mais rapidamente, caso contrário, haverá uma perda de tempo até que a própria planta encontre naturalmente a melhor forma de enraizamento. Boa sorte!

  1. 28/09/2011 às 0:02 | #1

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: